quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Sobre finais

Caberá a você 
fechar a porta. 
Minha mão treme 
em fechaduras e
minha voz não sai
em adeus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário