quarta-feira, 15 de julho de 2015

O amargo gosto do não-aqui

Você se foi,
me deixando com a saudade.
Eu e ela, a saudade,
conversamos muito
na sua ausência.
Ela tinha boas histórias nossas,
histórias que só a saudade mesmo
para lembrar.
Rimos e choramos,
o papo foi bom.
Pena que no final dessa conversa,
o gosto amargo da solidão
tomou conta dos assuntos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário