sexta-feira, 29 de maio de 2015

Cálice

Se queres que me cale
peça com jeitinho,
me traga logo
um cale-se de vinho

Desgaste

A semana mal começa
e eu já quero que termine.
Tolerância é uma dádiva
que espero que o tempo
ainda me ensine.

Troca

Você trocou
a cama pelo karma
e numa mais dormiu
com o mesmo sossego.


Trocou
quem te ama pela arma
e nunca mais dormiu
com o mesmo sossego.

O Meu Jardim Secreto

hoje cedo
plantei no meu jardim secreto
a planta do arrependimento.
Ela se mantém com pouco:
água de almas não-lavadas
adubo de frases mal faladas
e poda de vidas nada afiadas.


Ela,
infelizmente,
não cheira bem.

Cemitério de Arames

O amor é como
um guarda-chuva,
passa uma tempestade
e ele esquece a força que tem.

A moral disso tudo

Fazer-se necessário
na vida de alguém
é necessário
para viver.
Necessário
é necessário ser.

Secura que Só

Quando você transbordava
eu me afogava em você.
Hoje com essa sua secura,
até a chuva quer se esconder.

Sobre-não-sentir-gostos

As pessoas falam comigo
sobre futebol
me perguntam sobre
religião
e questionam sobre meu emprego.
Não ligo para nenhuma delas,
nem para as que ousam
me desejar bom dia.

Eu convivo tão bem com
a apatia
que nem me importa
se quando escrevo
É noite ou
(mais um) dia.

Vias da Conformidade

Quem veio primeiro,
o desgaste ou a rotina?
As 6 horas o despertador grita
que a conformidade é nossa sina.

Quem veio primeiro,
o louco ou a Ritalina?
Louco sou eu,
que uma prata me domina.

Bobeira

Comeu mosca,
perdeu.
Agora quem não
vai pousar em você
sou eu.

Sem

Pensamento
sem poda
vem
tanta ideia
que é foda.

Quem Disse?

Olhe bem a Dona Aranha
achando que a vida estava ganha,
fez com a sua teia uma rede.
Quem disse que aranha gosta de subir parede?

Não Faça

Não faça drama
não faça a mala,
não mate nosso amor
com no pescoço uma navalha.


Não faça drama
deixe tudo onde está,
não saia assim de repente
onde você não está, nada há.

Ontem em Porto Alegre

Porto Alegre me matou ontem.
Na Andradas, um menino
sentado no chão, pobre
(pobre fui eu em julgar)
tocava triste
um Tim Maia na flauta doce.
Era a música do meu enterro,
ontem fosse.

No Gasômetro, o piano distante
era degustado por dedos curiosos.
A música meio desafinada
era poesia
e eu, com alegria
cumprimentara o tocador.
Não sei, impressão minha?
Ontem Porto Alegre entendia a minha dor.

Touche-me

Se teu coração
é sensível ao toque,
UNLOCK.

Morada Fúnebre

Dentro do seu peito
existe um amor morto
ou um cemitério deles.
Todos enterrados a sete palmos
(alguns muito cedo)
pelo coveiro que atende
pela nome de Sr. Medo.

Paixão

A paixão
gira, apronta
corre solta.
A paixão é alvoroço,
faz verter groselha do fundo do poço.

Catástrofe

Derreteram as geleiras
pelo calor que tua pele emitia.
Se queimaram os versos
que compunham essa minha poesia.

Oh Saudade

Ando sofrendo
de uma saudade
galopante.
Não há melhor remédio
do que tua volta nesse
instante.

S2A2

Olho teu rosto
as seis horas da manhã
e não me espanto,
é que
te amo um
tanto.

O Frio

Os demônios
resolveram sair todos do inferno.
Tomaram café quente
e compraram ternos:
Até na profundeza,
os demônios sentem esse inverno.

Ida & Volta

Se teu amor
vai e volta,
revolta

Hora

Esquece o relógio
e deixa o tempo voar.
Eu te amo desde
que a hora é hora
em toda volta
que o ponteiro dá.

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Xô, Mesmice

- O que você faz nas horas vagas?
- Eu deixo minhas horas menos vagas.

Decifra-me

Faz do meu silêncio
convite
e vem.

Vem e descobre
que meu silêncio comunica,
que falo com os olhos.

Vem e chega perto,
olha no meu olho e te vê
olha mais fundo e vê minha alma.
Decifra-me então.

Fino Uso

Escolhe tuas palavras
com sabedoria. São tuas.
Não use-as em qualquer momento.
Não desperdice-as nas ruas.
Palavras são traiçoeiras
e viram com o vento.

É Melhor Fechar os Olhos

Para tudo
nós fechamos
os olhos:

Beijamos de
olhos fechados.
Sonhamos de
olhos fechados.
Matamos de
olhos fechados e
até fechamos os olhos para espirrar.

Vivemos de olhos fechados
por que até na doçura,
a crueldade podemos esperar.

Plenitude

Ninguém é feliz em plenitude.
A felicidade não é palpável
logo, como se pode SER feliz?
Se está ou não se está,
mas ninguém é o que não se pode ser.
Se pudéssemos todos
lançar as mãos à felicidade,
invejaríamos os depressivos
e sentiríamos saudade dos cinzas.
Se estamos felizes, valorizemos.
Se não estamos, cremos
que tudo em breve melhorará.
A vida se resume em saber onde estamos
e onde queremos chegar.
Se todos fôssemos felizes,
nunca estaríamos felizes.

Desprendimento

Se pensares
besteiras em demasia,
abra alguma janela em movimento
(de carro, ônibus mas não de avião)
e coloque a cabeça para fora.
Sinta o vento
dialogue com o trote do ar.


Desprendimento
é movimento.

Cheiro

Como eu queria
que você morasse
nas minhas roupas
onde teu cheiro fica.

Do Ombro

Me deixa ficar aqui
chorando no teu ombro.
Quem sabe aqui
eu não me assombro
com o que me faz mal.

Falando Nisso

Já que tocamos
no assunto,
não me toque mais.

E aproveitando
esta deixa,
me deixa.