terça-feira, 7 de abril de 2015

Não-Palavra

O silêncio
é uma
distância muda.

Efemeridade

Nós
perdemos amores
da mesma forma
que perdemos o fôlego
quando os vimos
pela primeira vez.


A oportunidade é um sopro.

Viver de Cama

A manhã começou
E não nos avisou
A hora de acordar.

Eu fazia carinho
Nos seus pelos pubianos
Você prometia que
Comigo ficaria por alguns anos.


Entre algumas carícias e afagos
Eu dizia que os cigarros foram bem pagos
Só por tocar a tua boca.

Não vamos ter pressa
Fica comigo mais um pouco
Lá fora é cinza
E o teu colorido me deixa louco.

Eu não quero levantar
Me fala pra quê sair da cama
Se é aqui que vive quem te ama?
Ah, hoje eu não quero viver fora daqui...

Amargor

Até mesmo dentro
do coração mais amargurado
há uma célula que ama,
um nome que ele chama
e uma saudade esperando na cama.

Chuva

Uma vez
eu e ela
nos beijamos
na chuva.
Mas assim como
a água que outrora nos molhou
aquele beijo desceu pelo bueiro
e nunca mais o vimos.

Débito Urbano

Depois de algumas
carícias e afagos,
os dias ruins
foram bem pagos.

Elogie

Um sincero elogio
lhe deixa vazio
dos outros
mas lhe enche
de si mesmo.


Mesmo que por um instante qualquer.

Plante

A poesia
é o vento
que faz balançar
as folhas
da planta
que se alimenta
de amor.

Terra

Vai
Ver
Todas
As plantas
Mirem o céu,
Mas desistem
Quando percebem
Que os verdadeiros anjos
São aqueles que as cheiram em terra.

Alongamento Urbano

Os prédios se esticaram
pra ver ela passar.
As pontes se recolheram
pra ela não sair de lá.

Vazamento

O teu adeus
foi tão seco
que nunca mais houveram
goteiras na sala de espera
do meu coração.

Fragilidade

Se algumas palavras
te destruíram em pedaços,
usa o abraço alheio
como empilhadeira.

Duplo Sentido

Não me importo
com o lado que você
levou minhas palavras.
Só quero saber
pra qual lados iremos
depois de alguns
olhares.

Fingidores

O cantor que não canta,
o espantalho que não espanta.
O escritor que mal escreve,
um inverno frio mas sem neve.
Teu nome que ninguém chama,
qualquer pessoa que não ama.

No dos outros

Enquanto o mundo ruía
ela ria
dos outros que se roíam
por não terem vivido melhor.

Vida

A vida é cheia
de loucos
amantes
e poetas.
a gente vai errando
até que numa hora
acerta.

Afaste-se

Afaste-se
do problema para ver
a solução.
Ninguém consegue se equilibrar
dentro de um
furacão.

Desapego à Forma

Um poema para nós
só poderia ser moderno.
Nada de camisa,
gravata e terno.
A nossa poesia é feita
nas conchinhas do inverno.

(In)Verdades

Não vamos
nos tornar amigos.
Agora que não somos
um do outro,
perderemos nossas lembranças
nas esquinas de outros.

Mundo Caos

E você achou
que hoje o seu maior problema
seria ter sujado a camisa
com pasta de dente.


Descrente.