sábado, 3 de maio de 2014

Da Vida dos Outros

Reclamava de tudo
Insistia em não gostar
Gritava bem alto que era um absurdo
Tanto sorriso essa gente ostentar.

Nunca aproveitou a vida como devia
Ou nela nem quisesse estar
Quem sabe mal sabia
Que essa vida nunca mais vai voltar.

Era tão jovem,
Que morreu de velhice.

Nenhum comentário:

Postar um comentário