sábado, 5 de abril de 2014

Enterro


Eu só quero
Que na cerimônia de minha morte
Alguém interrompa gritando
Que muitos ali não me conheciam de verdade
Pois minha flor favorita nunca foi rosa
Para que todos parassem com essa falsidade
E me comprassem logo uma planta mais cheirosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário